DISFORIA DO GÉNERO espaço não oficial

15
Fev 09

Já é ridículo pensar quanto mais a audácia de ter certezas, de que há aqui alguém a querer ser algo que efectivamente já não seja.

Neste processo não há mulheres a quererem ser homens, ninguém quer ser algo que não sinta. Ninguém tem coragem de se expor a tamanha provação, ninguém ousa afrontar padrões tão sanguináriamente estabelecidos, que o diga a História, caso não houvesse a convicção profunda da sua verdadeira natureza; caso isso não fosse algo que faz parte das próprias entranhas do Ser.

Tente-se perceber que raio de coisa é esta que leva as pessoas a enfrentar pesos pesados como o Preconceito esmagador, as humilhações, os ainda acanhados meios técnicos e conhecimentos médicos a respeito do tema, a Jurisdição, etc., e que leva a tantos suicídios.

O que leva ao julgamento, à intolerância, é exactamente o que move um Ser Humano à redesignação genital. O peso e a motivação é igual para os dois lados.

Somos homens em tudo o que realmente define um ser humano.

Um belo exemplo é o daquele moço, agora actor, Paulo Azevedo, que escreveu um livro privado dos seus membros inferiores e superiores. Ele não é "normal" (segundo esta linhagem de pensamento), ele não é igual aos demais. É menos humano por isso?

A diferença faz parte da Verdade que todos querem açambarcar como sua. A Vida na Terra prima pela Diferença - em todos os sectores. A Vida na Terra existe para experienciar. Somos todos estudantes cósmicos buscando saber mais e mais sobre si mesmos e isso não se consegue com belas teorias. Somos colombos em busca da própria essência. Exploradores da própria alma, visando um conhecimento mais profundo e incorruptível de si mesmos. Não somos peças standardizadas, isso é indispensável e só serve a quem deseja dominar a Humanidade. Viver a experiência faculta-nos Sabedoria verdadeira.

Não somos melhores, não somos piores, somos diferentes e dentro da diferença, somos iguais.

Há coisas que não se explicam, é preciso vivê-las. 

publicado por UNO às 09:18

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


posts recentes

Diferentes entre iguais

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
Portal da ordem dos médicos
ARTIGO 55.º (Transsexualidade e manipulação genética) 1. É proibida a cirurgia para reatribuição do sexo em pessoas morfologicamente normais, salvo nos casos clínicos adequadamente diagnosticados como transexualismo ou disforia do género. (Redacção introduzida pelo Plenário dos Conselhos Regionais de 95.06.03) 2. É proibida a manipulação genética no Ser Humano.
.
blogs SAPO