DISFORIA DO GÉNERO espaço não oficial

29
Ago 09

 

 

publicado por UNO às 11:34

 

 

publicado por UNO às 11:07

16
Ago 09

 

publicado por UNO às 14:32

01
Ago 09

O Edy tem sido impecável, sempre procurando e partilhando. =O)

Mais um link que nos fez chegar:

TRANSSEXUAL COM OITO ANOS NOS ESTADOS UNIDOS

Como pessoa, supostamente coerente e sensata, e, não tendo a possibilidade de vivenciar na alma tal experiência, compreendo a postura de precaução em relação à decisão de ser, não permitindo “À Katie” o seu processo de transição precoce.

Como transsexual, que o fui desde sempre, posso apenas dizer que não há palavras que exprimam tudo o que tive que passar aos mais variados níveis do Ser, as oportunidades perdidas, a solidão, a quase loucura…

Nem mesmo os mais jovens que passam por esta experiência, conseguem avaliar o que tem sido viver isto para trás no tempo.

Graças a Deus, o caminho é para  a frente.

Tornei-me um Ser algo revoltado e por vezes agressivo, não que o fosse por natureza, mas pela dureza das provas.

Inicío um longo caminho de volta, tentando reencontrar-me, auto perdoar-me por tantas auto flagelações, não físicas mas morais, do não respeito dos meus valores, das minhas convicções.

É algo que me transtorna assistir a demagogias assentes em bases puramente intelectuais.

Há tantos milhares de transsexuais no mundo, adultos, ninguém melhor do que eles para darem o seu testemunho.

A transsexualidade, tal como a homossexualidade não são superáveis, não são descartáveis, fazem parte da essência do indivíduo. São parte integrante da diversidade com que este querido Planeta nos presenteia. O mais rico no género em toda a Galáxia. Não se “cura” com a idade, tende antes a piorar, e muito.

A homossexualidade pode ser rechaçada, assumida, vivida, ou não; a transsexualidade, regra geral, leva ao suicídio.

Quem dera poder ter sido apoiado e encaminhado tão precocemente como a “Kátie”. Não teria um terço das mazelas morais, emocionais e psíquicas que me têm castrado a sensibilidade.

Há sempre espaço para erros, há sempre alguém que não sabe o que quer, é a vida. Para não “prejudicar” um que talvez não tenha certezas, estamos a jogar dezenas à mercê de suplícios morais, mentais, psíquicos, absolutamente desnecessários.

É apenas um desabafo.

publicado por UNO às 17:54

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28

30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
Portal da ordem dos médicos
ARTIGO 55.º (Transsexualidade e manipulação genética) 1. É proibida a cirurgia para reatribuição do sexo em pessoas morfologicamente normais, salvo nos casos clínicos adequadamente diagnosticados como transexualismo ou disforia do género. (Redacção introduzida pelo Plenário dos Conselhos Regionais de 95.06.03) 2. É proibida a manipulação genética no Ser Humano.
.
blogs SAPO