DISFORIA DO GÉNERO espaço não oficial

15
Jan 09

Melga, chato, sim, sou eu, na primeira pessoa.

Este espaço nasceu da necessidade que eu tinha de saber mais sobre este tema.

Na verdade, a minha procura sempre se baseou nas pessoas.

Haveria mais pessoas a viver este "terrível" dilema? Quem eram? Onde se encontravam? As suas histórias? As suas experiências?

Durante muito tempo busquei informação e "actores" específicamente portugueses. É certo que saber o que se passa lá fora é muito importante mas, ambicionava saber muito mais o que se passava "cá dentro".

Durante muito tempo busquei e não encontrei. Por isso nasceu este espaço.

Nutria o anseio de descobrir outros que falassem a mesma língua, que sofressem as mesmas dores. Não queria sentir-me tão só.

De repente, vindo não sei de onde, houve um Boom e a Net inundou de propaganda  e conhecimento.. Apesar de tudo, continuo a não estar satisfeito.

Continuo a querer saber ao certo o que se passa cá dentro e só vou sabê-lo quando os "meus pares" resolverem sair das suas tocas, espreguiçarem um bocadinho, sacudirem a pulga e porem mãos à obra. Começarem a ginasticar os dedinhos, aguçarem a mente e maravilharem-nos com a sua experiência.

Amigos, peço-vos, escrevam. Eu preciso, eu sinto fome de informação e essa, que me saciará, só voçês ma podem oferecer.

Não duvido que esta ansia é partilhada por todos ou, pelo menos, por muitos.

A minha reiteração neste pedido deve-se ao facto de vivermos algo muito singular, em que cada caso é um caso; como as impressões digitais, muitas parecidas mas todas muito diferentes.

Acalento a esperança de um dia ter aqui muitas histórias de vida singulares. Nesse dia vou sentir-me realizado.

publicado por UNO às 22:46

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.


TARDES DA JÚLIA A TRANS É UMA DOENÇA?
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

19
20
21
22
23

25
26
27
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
Portal da ordem dos médicos
ARTIGO 55.º (Transsexualidade e manipulação genética) 1. É proibida a cirurgia para reatribuição do sexo em pessoas morfologicamente normais, salvo nos casos clínicos adequadamente diagnosticados como transexualismo ou disforia do género. (Redacção introduzida pelo Plenário dos Conselhos Regionais de 95.06.03) 2. É proibida a manipulação genética no Ser Humano.
Online
online
.
Visitantes
Mississippi Jones Act
Mississippi Jones Act Counter
blogs SAPO