DISFORIA DO GÉNERO espaço não oficial

13
Jul 08

 Transtornos de Identidade de Gênero (GID)

 

Coração (cérebro, identidade) de homem, ou um homem FtM que se sente num corpo estranho? Qual é o parâmetro que define o sexo, o genital ou o coração/ cérebro/ identidade?

Onde se esconde em nós nossa Identidade?

 

Ela estará no nosso pé esquerdo? Se perdermos um pé, perderemos nossa identidade?

Ou estará em nosso nariz? Ou numa das orelhas? Se perdermos uma dessas partes, perderemos nossa identidade?
Ou estará entre nossas pernas? Se perdermos o que temos entre as pernas, perderemos nossa identidade?
Não.
Nossa identidade, de uma forma estranha e desconhecida, se encontra em nosso cérebro. O cérebro, em contato com o corpo e com o meio ambiente, constrói nosso eu e nossa identidade. Mas onde no cérebro?

 

Antonio Damásio, neurobiólogo, verificou experimentalmente que, mesmo perdendo a quase totalidade de nosso cérebro, ainda não perdemos completamente nossa identidade. Se perdermos parte de nosso cérebro, nossa identidade será arranhada.... poderemos ter uma amnésia... não sabemos mais nosso nome, emprego.... não reconhecemos mais nossa família, nem nós mesmos no espelho... mas nunca nos esquecemos que somos homens ou mulheres... ou seja, mesmo que se danifique partes essenciais de nosso cérebro, não perdemos nossa identidade de gênero.
Onde está então nossa identidade de gênero em nós?
Existem sistemas basais em regiões subcorticais, como hipotálamo, estria terminalis e amygdalas, que se lesionadas, nós falecemos... controlam partes basicas de nossa vida. Sem elas, perdemos nossa identidade... e nossa vida.
Hoje sabemos que esses sistemas basais são gênero diferenciados, e são importantes para a definição do gênero de nossa identidade.

 

publicado por UNO às 00:00

TARDES DA JÚLIA A TRANS É UMA DOENÇA?
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
Portal da ordem dos médicos
ARTIGO 55.º (Transsexualidade e manipulação genética) 1. É proibida a cirurgia para reatribuição do sexo em pessoas morfologicamente normais, salvo nos casos clínicos adequadamente diagnosticados como transexualismo ou disforia do género. (Redacção introduzida pelo Plenário dos Conselhos Regionais de 95.06.03) 2. É proibida a manipulação genética no Ser Humano.
Online
online
.
Visitantes
Mississippi Jones Act
Mississippi Jones Act Counter
blogs SAPO