DISFORIA DO GÉNERO espaço não oficial

03
Ago 08

 Yvonne Buschbaum Salta a Barreira do Género

Nasceu Yvonne, e foi uma das melhores saltadoras à vara internacionais – com um salto recorde de 4.70 metros, está no 10º lugar do top absoluto. Buschbaum e Annika Ecke foram as únicas atletas alemãs que conseguiram desafiar a hegemonia das russas, campeãs internacionais na modalidade. Agora, aos 27 anos, e depois de uma vida a sentir-se no papel e corpo errados, anunciou que vai começar a transição para o masculino.

As lesões frequentes no tendão de Aquiles foram a outra razão apresentada para a retirada da competição, mas o ex-atleta acabou por admitir que o sofrimento que a permanência num papel feminino lhe trouxe, foi a principal razão para por um ponto final à carreira desportiva. Durante os anos como saltador à vara, foi acumulando uma colecção de medalhas invejável: em 1998 e 2002, nos Campeonatos da Europa (bronze), em 2000, um sexto lugar nos Jogos Olímpicos de Sidney; em 2001, outro sexto lugar nos Mundiais de pista coberta em Lisboa; e em 2003, novamente um sexto lugar nos Mundiais de Paris.

No site oficial, o ex-atleta, que ainda não escolheu o novo nome, disse que 'há anos que me sinto num corpo alheio. Sou um Homem que vive num corpo de Mulher', e culpou a lesão nos tendões no seu conflito de identidade e corpo: 'É uma lesão física, mas reflexo de algo que não funciona bem no interior'. Anunciou também que ia começar a terapia hormonal em breve, o que impediria também a sua permanência 'legal' na competição (a testosterona tem um efeito muito tangível na massa muscular e resistência), e afirmou que estava consciente que a Transsexualidade ainda é um 'assunto tabu, mas quero ajudar a mudar isso'. Tim Lobinger, um colega de competição, comentou bem-disposto, numa entrevista para o jornal alemão Bild, que “é preciso ter-se 'tomates' para tomar esta decisão, e desejo-lhe a melhor sorte para o seu futuro”.

http://fishspeaker.blogspot.com/2007/11/yvonne-buschbaum-salta-barreira-do.html

publicado por UNO às 12:08

TARDES DA JÚLIA A TRANS É UMA DOENÇA?
Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
Portal da ordem dos médicos
ARTIGO 55.º (Transsexualidade e manipulação genética) 1. É proibida a cirurgia para reatribuição do sexo em pessoas morfologicamente normais, salvo nos casos clínicos adequadamente diagnosticados como transexualismo ou disforia do género. (Redacção introduzida pelo Plenário dos Conselhos Regionais de 95.06.03) 2. É proibida a manipulação genética no Ser Humano.
Online
online
.
Visitantes
Mississippi Jones Act
Mississippi Jones Act Counter
blogs SAPO